Georgia bate Oklahoma no Rose Bowl e garante vaga na final do college football

Browse By

Em um jogo extremamente disputado e que precisou de duas prorrogações para ser decidido, Georgia bateu Oklahoma por 54 a 48 no Rose Bowl e garantiu sua vaga na final do college football, que acontecerá na próxima segunda (8), em Atlanta, na Geórgia.

O jogo começou com tudo, mas mais por parte de Oklahoma. Enquanto Georgia marcou só em sua segunda campanha, os Sooners conseguiram touchdowns em suas três primeiras campanhas, com Baker Mayfield botando o pé no acelerador e não deixando os Bulldogs respirarem, levando menos que dois minutos e quarenta para chegar à end zone nas três ocasiões.

Georgia respondeu muito bem em uma campanha que teve apenas uma jogada – Sony Michel correndo por 75 jardas para a end zone –, mas o técnico Lincoln Riley continuou chamando um jogo perfeito e seu time acrescentou mais dez pontos rapidamente, incluindo seis em um touchdown em que o wide receiver CeeDee Lamb fez um passe para Mayfield, que estava completamente sozinho na zona de pontuação. Logo após, os Sooners tentaram impedir que UGA retornasse, mas acabaram dando a chance de uma tentativa de field goal. E Rodrigo Blankenship acertou de 55 jardas, o chute mais longo da história do Rose Bowl, colocando o placar em 31 a 17 para os Sooners.

O segundo tempo começou bem diferente. A defesa de Georgia voltou com tudo e forçou três punts seguidos, capitalizando duas vezes com touchdowns, incluindo uma corrida incrível de Nick Chubb após sofrer o primeiro contato na linha de 44 jardas, parecer finalizado e ainda conseguir chegar à end zone. Mas a primeira liderança dos Bulldogs só veio no último quarto, após Baker Mayfield lançar uma interceptação forçando uma bola longa. Jake Fromm achou Javon Wimms e UGA tinha a vantagem, 38 a 31.

Mas ainda sobrava muito tempo no relógio e Oklahoma assumiu o comando da partida novamente. Em menos de dois minutos, os Sooners andaram 88 jardas e Mayfield conectou com o fullback Dimitri Flowers para empatar. E logo na campanha seguinte, a defesa de Oklahoma finalmente apareceu, com Caleb Kelly forçando fumble de Michel e Steven Parker levando a bola para a end zone para dar vantagem ao time da Big XII novamente.

LEIA TAMBÉM:  NY6 Preview: Peach Bowl - #13 UCF vs. #7 Auburn

Depois de uma troca de punts, Georgia teve a bola para tentar empatar o jogo e em uma campanha bem articulada, e ajudada por uma interferência defensiva, Nick Chubb entrou na formação wildcat e empatou o jogo com 55 segundos restando no relógio. Oklahoma até teve uma chance para ganhar no tempo regulamentar, mas a campanha não deu em nada e a decisão da vaga na final foi para a prorrogação, a primeira da história do Rose Bowl.

Oklahoma venceu o coin toss e escolheu começar a prorrogação na defesa. E os Sooners conseguiram segurar o ataque adversário, forçando Georgia a se contentar com um field goal de Blankenship. Mas os Bulldogs devolveram na mesma moeda e Austin Seibert levou o jogo para um segundo tempo extra.

Na primeira parte da segunda prorrogação, o linebacker Roquan Smith fez duas ótimas jogadas e Oklahoma foi forçada a chutar, mas desta vez o chute de Seibert foi bloqueado. E aí Georgia só precisava de um field goal, mas Michel queria se redimir do fumble no último período e levou a bola para a end zone – seu quarto touchdown no jogo , garantindo a vitória dos Bulldogs.

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também