NY6 Preview: Cotton Bowl – #8 USC vs. #5 Ohio State

Browse By

O primeiro dos New Year Six’s Bowls coloca frente a frente os dois campeões de conferências do Power Five que não conseguiram se qualificar para o College Football Playoff. Em um jogo recheado de possíveis draftados, esse é o melhor programa possível para uma sexta-feira à noite.

📝 O que? Goodyear Cotton Bowl Classic – USC Trojans (11-2) vs. Ohio State Buckeyes (11-2)
🕛 Quando? 
Sexta, 29 de dezembro, às 23h30 (horário brasileiro de verão) 
🌎 Onde?
AT&T Stadium – Arlington, Texas
📺 Como assistir? 
WatchESPN e fique de olho em nosso Twitter

>> Clique aqui e confira nossa Central dos Bowls <<

📚 Histórico: USC lidera a série com 13 vitórias, 9 derrotas e 1 empate
🆚 Último confronto: Ohio State 15, USC 18 (2009)
🎰 Linha de Vegas: 7,5 – Ohio State

Um dos mais clássicos e lendários bowl games do futebol americano universitário, o Cotton Bowl nasceu em 1937 e é jogado ano após ano desde sua criação até os dias de hoje. Antes jogado no estádio homônimo localizado em Dallas, o bowl  se mudou em 2009 e foi parar no AT&T Stadium, casa dos Dallas Cowboys, cerca de 21 milhas a oeste. Quando não acolhe as semifinais do CFP, a partida não tem tie-in específico, recebendo duas equipes at-large; o tie-in desse ano, contudo, envolve as campeãs da Pac-12 e da Big Ten: os vencedores dessas conferências tradicionalmente se enfrentam no Rose Bowl, entretanto, o mesmo é sede de uma das semifinais do CFP desse ano.

🛤 A estrada até Arlington

O ano começou com altíssimas aspirações para a universidade de Southern California. Liderados por Sam Darnold, candidato a 1st overall pick do Draft e então favorito ao Heisman, os Trojans abriram o ano na quarta colocação no ranking da Associated Press e prosseguiram com quatro vitórias consecutivas. O primeiro revés veio em Pullman, quando Luke Falk e a Air Raid de Washington State derrubaram USC num jogo apertadíssimo. Três semanas depois veio a segunda derrota do ano, quando a equipe foi desmantelada por Notre Dame na casa dos rivais. Ainda assim, a campanha de sete vitórias e uma derrota dentro da Pac-12 foi suficiente para levar a faculdade para a final da conferência, onde Stanford tentaria uma revanche da segunda semana da temporada. Com o segundo triunfo no ano sobre o Cardinal, USC se qualificou para o Cotton Bowl na condição de campeã da conferência.

LEIA TAMBÉM:  Preview: Cure Bowl - Western Kentucky vs. Georgia State

Os Buckeyes eram a segunda melhor equipe no ranking da Associated Press quando a temporada se iniciou; já na segunda semana, todavia, OSU recebeu Oklahoma para um confronto entre duas equipes dentro do Top 5, no qual os visitantes saíram vencedores. Nas semanas seguintes, Ohio State conseguiu seis vitórias em sequência, incluindo um triunfo por apenas um ponto contra a rival e #2 Penn State. Mas o ponto mais baixo do ano veio no fim de semana seguinte, quando Iowa desmantelou Ohio State por uma margem de 31 pontos e praticamente minou as chances do programa encerrar a temporada regular dentre os quatro mais bem ranqueados. Nem mesmo as quatro últimas vitórias antes da pós-temporada – uma delas contra #4 Wisconsin na final da Big Ten – foram suficientes para alavancar os Buckeyes para o College Football Playoff, encerrando o ano na quinta colocação.

Quarterback de USC, Sam Darnold é um dos principais prospectos do próximo draft.

Quando USC tem a bola

Se o ataque de USC é considerado o 15º melhor da nação, a defesa de Ohio State é também uma das melhores em todo o país: 11º, segundo o sistema S&P+.

A hype no sistema ofensivo dos Trojans tem justificativa: Sam Darnold, quarterback de USC, começou o ano como o queridinho da mídia na disputa pelo Heisman Trophy e cotado para a primeira escolha geral no Draft de 2018. É bem verdade que seu ano teve momentos de inconsistência e uma grande quantidade de turnovers; no entanto, sabe-se também que Darnold é um jogador que apresenta ótimas performances em jogos importantes.

Um dos confrontos mais importantes para definir o resultado da partida diz respeito às linhas: a defesa de Ohio State está recheada de bons jogadores no front seven, ao passo que a linha ofensiva de USC apresentou diversos momentos ruins ao longo da temporada. Se os Buckeyes conseguirem chegar ao backfield cedo e limitarem a produção de Ronald Jones ao longo do jogo, Ohio State não deverá ter muitas dificuldades para triunfar.

LEIA TAMBÉM:  NY6 Preview: Fiesta Bowl - #9 Penn State vs. #11 Washington
Quando Ohio State tiver a bola

A métrica S&P+ produzida por Bill Connelly aponta Ohio State como a melhor equipe do país; quando o assunto se resume apenas ao ataque, contudo, essa colocação cai para o sexto lugar. A defesa de USC fica no meio do pacote, com a 61ª colocação.

Os Buckeyes terão como chave para a vitória o jogo terrestre, que conseguiu média de 5,9 jardas por corrida durante a temporada regular e que foi um fator onde os Trojans deixaram a desejar ao longo do ano, cedendo uma média de 4,4 jardas por tentativa. Não deverá ser nem um pouco fácil a tarefa de USC de limitar a principal arma adversária, já que além do calouro JK Dobbins dominando pelo chão, o quarterback JT Barrett também é extremamente perigoso quando resolve correr com a bola.

A principal forma de diminuir as chances de Ohio State vencer a partida é se utilizando de uma atuação de gala do front seven de USC. Para isso, os Trojans serão liderados pelo linebacker Uchenna Nwosu, que não só é um excelente defensor contra o jogo corrido como também tem a habilidade de desviar passes e quebrar o jogo aéreo dos Buckeyes.

JT Barrett vai terminar sua carreira vitoriosa em Ohio State com o Cotton Bowl.

🔜Draftáveis

Em um jogo entre duas das melhores equipes em todo o país, nada mais normal que um grande número de jogadores que terão seu nome chamado cedo no Draft de 2018.

Por USC, o supracitado Sam Darnold deve ser o centro das atrações – se ele decidir mesmo se declarar elegível para o próximo Draft, seu nome não irá muito além das primeiras escolhas na quinta-feira. Outros jogadores que estarão em equipes da NFL em 2018 serão o running back Ronald Jones, o cornerback Iman Marshall e o linebacker Cameron Smith.

Já para a equipe de Ohio State, muitos nomes defensivos chamam a atenção: o cornerback Denzel Ward, o linebacker Chris Worley e os defensive lineman Dre’Mont Jones, Sam Hubbard e Tyquan Lewis são todas possíveis escolhas de primeira rodada. Fique também atento à Billy Price, considerado pela grande maioria dos scouts o melhor prospecto de center da classe.

LEIA TAMBÉM:  Preview: Final da FCS - #2 North Dakota State vs. #1 James Madison

🔮Previsão

Bassi Henrique João Vitor Kelvin Matheus Nick Vitor Weinny

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também