Tabelão – O que aconteceu de importante na Semana 11

Browse By

A Semana 11 do college football prometia bastante, já que teríamos três confrontos entre times do Top 10 do último ranking do College Football Playoffs. E por mais que dois destes tenham sido jogos com grandes vantagens para um lado, foi uma semana com upsets (incluindo dos times #1 e #3 do país), jogadas malucas e uma virada monumental que terminou quase às 6h do domingo no Brasil.

Sem mais delongas, vamos ao nosso Tabelão, com o que aconteceu de mais importante na Semana 11!

  • #10 Auburn 40, #1 Georgia 17

Para Auburn, uma tarde de filme épico. Já para Georgia, um enredo de filme de terror. A defesa agressiva dos Tigers anulou a boa fase da dupla dinâmica de running backs Sony Michel e Nick Chubb, além de inviabilizar o jogo aéreo de Jake Fromm. No ataque, bastou o arroz e feijão no jogo corrido de Kerryon Johnson e Auburn conseguiu uma vitória importantíssima para suas ambições dentro da SEC e no College Football Playoff.

  • #7 Miami 41, #3 Notre Dame 8

No maior teste para os Hurricanes na temporada, a Turnover Chain de Miami provou ter poderes especiais! Foram quatro turnovers forçados pela defesa dos Canes, inclusive uma pick-six de Trajan Bandy. Brandon Wimbush e Josh Adams foram praticamente anulados, proporcionando uma vitória mais que confortável pra Miami – e talvez a volta da The U aos velhos tempos.

  • #16 Mississippi State 24, #2 Alabama 31

Foi a primeira ameaça real de derrota que Alabama sofreu na temporada. Mississippi State começou o último quarto aplicando 24 a 17 após uma sólida performance defensiva nos períodos anteriores (ajudada pela pressão das cowbells nos adversários). Bama só conseguiu a virada faltando 25 segundos para o fim, com uma recepção do calouro DeVonta Smith para touchdown.

  • #5 Oklahoma 38, #6 TCU 20

O show de Rodney Anderson. Essa seria a manchete ideal para descrever o jogo entre Sooners e Horned Frogs. O running back de Oklahoma conseguiu ser tão dominante quanto seu parceiro, o forte candidato ao Heisman Baker Mayfield. Com 290 jardas totais e quatro touchdowns, Anderson levou os Sooners a uma vitória tranquila, porém importante, já que agora Oklahoma controla o próprio destino dentro da Big XII.

  • #21 Iowa State 42, #15 Oklahoma State 49

Em mais um dos clássicos tiroteios da Big XII, os Cyclones chegaram muito perto de mais um upset no Top 25, mas uma interceptação nos segundos finais quando o time estava a três jardas do touchdown que levaria a partida para a prorrogação – um lance levemente polêmico, inclusive – decidiu o placar final. Ah, e pra não dizerem que não falamos dos Pokes: Mason Rudolph teve outro grande jogo, com 376 jardas e três touchdowns, mesmo número que o running back Justice Hill.

  • #8 Wisconsin 38, #20 Iowa 14
LEIA TAMBÉM:  Preview: Birmingham Bowl - Texas Tech vs. South Florida

66 jardas totais. Essa foi a produção do ataque de Iowa. Se não fossem as duas pick-six lançadas por Alex Hornibrook e retornadas por Josh Jackson, os Badgers teriam atropelado os Hawkeyes. E além de segurar o ataque adversário, a defesa de Wisconsin ainda marcou touchdown em retorno de fumble. A vitória garantiu o título da Divisão West da Big Ten aos Badgers.

  • #13 Ohio State 48, #12 Michigan State 3

Os times de Urban Meyer normalmente respondem bem após derrotas. E foi justamente isso que os Buckeyes fizeram, não tomando conhecimento dos Spartans, batendo até a inesperada linha do jogo (OSU favorita por 18) por muito. Destaque para o running back Mike Weber, que saiu da sombra de JK Dobbins, e marcou dois touchdowns, incluindo uma corrida de 82 jardas sem ser tocado por nenhum Spartan.

  • #4 Clemson 31, Florida State 14

Não deixe o placar te enganar. O jogo foi bem mais equilibrado que isso. Florida State teve a chance de empatar ou assumir a liderança no último quarto após um fumble de Clemson, mas entregou a bola de volta com uma interceptação e tomou dois touchdowns em seguida para que os Tigers acabassem com o jogo.

  • Stanford 30, #9 Washington 22

Stanford é um programa bastante estável quando o negócio é instabilidade: perde jogos que deveria ganhar e ganha jogos que deveria perder. O embate de sexta-feira contra a ranqueada Washington foi mais uma prova disso, servindo para trazer Bryce Love (166 jardas e três touchdowns) de volta à disputa pelo Heisman Trophy.

  • Boston College 14, #23 NC State 17

Um jogo ferrenho entre dois times que estão excedendo as expectativas de pré-temporada. BC entrou no último quarto com vantagem, mas o Wolfpack virou com um touchdown de 50 jardas do running back Nyheim Hines para voltar a vencer depois de duas derrotas. E Bradley Chubb comemorou com muito estilo!

  • Georgia Tech 28, #17 Virginia Tech 22

O dado mais incrível deste upset é que, mesmo jogando numa triple option e tendo lançado apenas dois passes, o quarterback de Georgia Tech TaQuon Marshall teve dois touchdowns aéreos – e mais dois correndo com a bola.

  • Utah 25, #19 Washington State 33

Utah venceu a disputa no número de jardas, 387 a 338, mas perdeu a batalha mais importante: a de turnovers, cometendo sete, sendo quatro deles do quarterback Tyler Huntley (três interceptações e um fumble). Enquanto isso, o signal caller do outro lado, Luke Falk, passou para três touchdowns na vitória dos Cougs.

  • UConn 24, #18 UCF 49
LEIA TAMBÉM:  Army e Navy - Um passeio pela rivalidade mais ufanista possível

Mais um ótimo jogo do quarterback McKenzie Milton, que lançou para 311 jardas e dois touchdowns em um jogo que os Knights foram bem efetivos no primeiro e no último quarto, marcando 21 pontos em cada um. E o mais importante: ninguém procurou o troféu do Civil ConFLiCT, uma “rivalidade” que UConn tentou criar quando o técnico Bob Diaco estava por lá.

  • #14 Penn State 35, Rutgers 6

Os Scarlet Knights até ameaçaram aprontar ao abrir 6 a 0, mas o ataque não funcionou depois disso. E se Saquon Barkley não teve números imensos, ele ele marcou dois touchdowns e ainda acrescentou este belo lance à sua coletânea de highlights.

  • Colorado 24, #11 USC 38

Os Trojans garantiram o título da Divisão Sul da Pac-12 com uma atuação convincente e um destaque de cada lado da bola. No ataque, o quarterback Sam Darnold contribuiu com três touchdowns, dois passando e um correndo. Na defesa, o cornerback Ajene Harris interceptou dois passes, incluindo um que levou para a end zone.

  • #24 LSU 33, Arkansas 10

Ironicamente, a “Batalha pela Bota Dourada” pode acabar com Bret Bielema (head coach de Arkansas) levando o chute de misericórdia ao final da temporada. Arkansas não mostrou poder de reação algum às notáveis performances de Derrius Guice (147 jardas terrestres, três touchdowns) por terra e DJ Chark (duas recepções para touchdown) pelo ar. Se os Razorbacks continuarem jogando com tamanha apatia, a chance da equipe terminar o ano com apenas uma vitória na SEC é grande.

  • #25 Northwestern 23, Purdue 13

Não se deixe enganar pelo placar; neste caso, a vitória da querida Noroestense sobre Purdue foi mais fácil do que os 23 a 13 podem indicar. Aliás, Purdue só marcou seus primeiros pontos já no terceiro quarto, quando os Wildcats venciam por 20 a 0. Esta foi a quinta vitória seguida de Northwestern, que pode muito bem terminar a temporada com um respeitável 9-3.

  • Arizona 49, Oregon State 28

Mais uma exibição de gala de Khalil Tate, com 206 jardas e dois touchdowns correndo. Com isso, o quarterback de Arizona chegou ao seu sexto jogo com mais de 100 jardas no jogo terrestre. É bem provável que Rich Rodriguez ainda tenha pesadelos com o fato de que não escolheu Tate como titular em setembro.

  • South Carolina 28, Florida 20

Os Gamecocks até tentaram entregar o jogo, com o quarterback Jake Bentley lançando três interceptações, mas os Gators não aceitaram – cedendo a bola três vezes, incluindo uma logo após interceptar Bentley em uma possível pick-six no lance ridículo abaixo – e o técnico Will Muschamp conseguiu a tão sonhada revanche contra seu ex-time.

  • Minnesota 54, Nebraska 21
LEIA TAMBÉM:  Sim, UCF pode falar que é campeã nacional de 2017

O calvário de Nebraska em 2017 só aumenta. Na visita a Minneapolis, o quarterback dos Huskers Tanner Lee afirmou “sentir-se mal” durante o intervalo e só assistiu os Gophers acumularem 409 jardas e seis touchdowns por terra – fora os 54 pontos, recorde de Minnesota contra uma equipe da Big Ten desde que a equipe passou a jogar no TCF Bank Stadium, a partir de 2009.

  • Syracuse 43, Wake Forest 64

A temporada do basquete universitário já começou, mas este é o placar de uma disputa no campo mesmo. Juntas, as equipes somaram 1355 jardas ofensivas e 55 first downs. O jogo foi tão maluco que teve retorno de extra point bloqueado por parte de Syracuse. E olha que nem citamos antes que o Orange vencia por 43 a 40 no início do último quarto e os Demon Deacons marcaram 24 pontos seguidos para garantir a vitória.

  • Missouri 50, Tennessee 17

A banda de Tennessee tocou Rocky Top quanos Vols bloquearam um extra point perdendo por 33 pontos. Isso diz muito sobre a partida e a situação do técnico Butch Jones, que agora perdeu todos os seus jogos mais recentes contra oponentes da SEC. Do lado de Mizzou, mais um bom jogo do quarterback Drew Lock, que lançou para quatro touchdowns.

  • Colorado State 52, Boise State 59

Colorado State abriu a vantagem mais perigosa do futebol americano, 28 a 3 (alô, Falcons!), e liderava por 52 a 38 faltando menos de dois minutos para o fim, mas os Broncos marcaram dois touchdowns (com um onside kick lindo no meio) em 1:41 para forçar a prorrogação. No tempo extra, Boise marcou com o running back Alexander Mattison (seu terceiro touchdown na noite) e a defesa forçou um fumble para completar o comeback.

  • Ohio 38, Toledo 10

Num clássico #MACtion de quarta-feira, Ohio aprontou o upset em casa contra os favoritos ao título da conferência, Toledo Rockets. Quatro jogadores dos Bobcats correram para pelo menos 70 jardas (dois acima das 100), fazendo com que a equipe conquistasse, no total, 393 apenas pela terra.     

  • Pittsburgh 31, North Carolina 34

Dois dos piores times da ACC na temporada conseguiram fazer um jogo bem empolgante, com grande destaque para Anthony Ratliff-Williams. O wide receiver retornou o kickoff inicial para a end zone, passou para touchdown em trick play dos Tar Heels e recebeu o passe que garantiu a vitória dos visitantes no último quarto.

UNC Football: Anthony Ratliff Willliams Does it All vs. Pitt

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também