Browse By

Gameday: Raycom Media Camellia Bowl, Appalachian State vs. Ohio

camellia

Com um nome histórico de um jogo de playoff da antiga Division II, o Camellia Bowl voltou em 2014 e vem se consolidando como uma das opções mais interessantes para os Bowls pré-natalinos. As conferências “atreladas” a ele não são tão conhecidas no Brasil – Sun Belt e Mid-American (MAC), mas talvez justamente por isso valha a pena dar uma olhada no confronto, dado que são equipes que raramente temos a chance de ver em “horário nobre”. Neste ano o jogo é entre duas universidades até que conhecidas pelo fã um pouco mais hardcore do college football – Appalachian State, sobretudo, devido à zebra que foi contra Michigan na década passada.

📝 O que? Appalachian State Mountaineers vs. Ohio Bobcats
🌎 Onde? Cramton Bowl Stadium – Montgomery, AL
🕛 Quando? 20h30 (horário de Brasília)
📺 Onde assistir? Watch ESPN | Streaming

Cenário

A princípio, vale destacar que este é o primeiro Bowl Game de Appalachian State em sua história. O programa “subiu” da FCS para a FBS recentemente, sendo 2014 a primeira temporada completa na Sun Belt e 2015 a primeira elegível para um Bowl. Vale destacar, este é um programa em expansão nos últimos dez anos. No filme The Longest Yard (Golpe Baixo, remake com Adam Sandler em 2005), o recém-preso quarterback Paul Crewe menciona ao diretor da prisão que seu time de guardas precisa de um “tune-up game” contra um time mais fraco, dado que era isso que acontecia contra as Appalachian State da vida para dar confiança. Hoje essa piada não tem a mesma graça, dado o respeito recente que os Mountaineers conquistaram. Estar em um bowl game de forma tão rápida é mais um deles. Appalachian State quer reprisar a atuação contra Georgia Southern e Troy nesta temporada – esta última, vitória, contou até mesmo com fake field goal na terceira prorrogação. A única derrota dentro da conferência veio justamente contra a campeã invicta, Arkansas State, por 40-27 (e foi um tanto sofrida, dado o saldo negativo com perda de duas posses de bola e estando na frente do placar no primeiro tempo).

LEIA TAMBÉM:  Tabelão - Os destaques dos bowls da semana (19-22/12)

Buscando fazer com a que as pessoas respeitem o programa da mesma forma que a outra instituição estatal de Ohio (Ohio State), os Bobcats tiveram uma temporada menos regular do que Appalachian – mas vale destacar, a MAC é uma conferência mais forte. Terminando em segundo lugar na Divisão Leste da Mid-American, dá para falar que o Camellia Bowl é um ótimo prêmio de consolação para os Bobcats. A equipe teve três tropeços seguidos no meio da temporada (derrotas para Western Michigan, Buffalo e Bowling Green, todos adversários da conferência). De modo resiliente, contudo, terminou a temporada também com uma sequência de três vitórias, as quais colocaram Ohio no mapa da Bowl Season. A equipe chega com momentum neste sábado.

Veja também: Editorial – A Bowl Season como você nunca viu

Por que Appalachian State pode vencer

appalachian-st.70

Motivação é algo que poucas pessoas contam quando analisam a Bowl Season. Mas em se tratando de um bowl pré-natalino, ela é ainda mais importante devido ao eventual menor tempo de preparação para a partida – é aí que a motivação entra como um combustível extra. Não que os Bobcats não estejam motivados, o caso é que Appalachian State tem um gosto todo especial pelo grande palco. Ressaltando de novo, este é o primeiro bowl da história do Mountaineers e eles quererão fazer jus à sua reputação.

Aspectos intangíveis à parte, o time de Appalachian State tem bons nomes, a começar por Marcus Cox, o qual trataremos daqui a pouco; running back, Cox tem mais de 1.000 jardas terrestres na temporada. De toda sorte, o talento também está presente no lado aéreo: Taylor Lamb, o quarterback, é apenas segundanista mas já pode ser rotulado como líder e eixo motor da equipe – ano passado ele foi, aliás, o Calouro do Ano na Conferência. Lamb é o que pode se chamar de ameaça dupla – se ele operar bem nos dois quesitos, pode conduzir a spread offense de Appalachian State à vitória.

LEIA TAMBÉM:  Preview: Music City Bowl - #21 Northwestern vs. Kentucky

Veja também: Quando o cupcake causa indigestão – os maiores upsets da FCS sobre a FBS

appstate

Por que Ohio pode vencer

ohio.70

O segredo para os Bobcats está no lado defensivo da bola. Pressionar Lamb e fazer com que o ataque dos Mountaineers seja forçado a terceiras descidas longas é, sem sombra de dúvidas, o que o time tem de pensar. Além disso, considerando a dificuldade de se marcar múltiplos recebedores, o ataque de Ohio tem de ficar o máximo de tempo o possível em campo – para que sua defesa esteja descansada o máximo possível.

Falando em defesa, a chave para a vitória passa por um jogador em específico aqui, o linebacker Quentin Poling. A exemplo de Lamb, ele é apenas segundanista, mas já se apresenta como destaque na equipe. Poling tem quatro sacks na temporada (lidera o time), forçou dois fumbles e, mesmo sendo linebacker, lidera também o time em interceptações (três). Coincidência ou não, ele não esteve em campo nas três derrotas seguidas em meados da temporada – mas quando voltou, foi elemento essencial para a sequência de vitórias que garantiu a equipe na Bowl Season.

Veja também: Gameday – Royal Purple Las Vegas Bowl, BYU vs. #22 Utah

ohio

Jogadores que estarão no próximo Draft

Ronald Blair (DE, Appalachian State, redshirt senior) talvez seja o único talento que, embora cru, chame um pouco de atenção dos scouts da NFL. Blair tem uma força interessante quanto à infiltração no backfield adversário, acumulando 17 tackles para perdas de jardas nesta temporada. Além, disso, há um detalhe interessante: Blair é Academic All-American, a seleção dos jogadores com melhor desempenho acadêmico do país – isso talvez possa ter algum apelo com alguns general managers.

Outros Jogadores

  • Zach Matics, K, Appalachian State (senior)
  • Mike McQueen, OT, Ohio (senior)

Veja também: Trinta nomes do próximo Draft para ficar de olho durante a Bowl Season

blair

O jogo em números

appalachian-st.40

YPPOFF= 6,6 (11º)

YPPDEF= 4,6 (14º)

SROFF= 46,6% (19º)

SRDEF= 39,1% (48º)

ohio.40

YPPOFF= 5,5 (61º)

YPPDEF= 5,7 (83º)

SROFF= 41,3% (73º)

SRDEF= 37,4% (28º)

📈 Entenda as stats aqui 📈
LEIA TAMBÉM:  Preview: Camping World Bowl - #22 Virginia Tech vs. #19 Oklahoma State

Previsão

A exemplo do Camellia Bowl inaugural no ano passado, a previsão é que o jogo passe com certa tranquilidade da casa dos 50 pontos. O motivo é bem simples: o ataque de Appalachian State é um dos mais explosivos do país. Para que Ohio tenha alguma chance, além de múltiplos sacks de Poling, a chave para a vitória é ser resiliente na defesa (o popular envergar mas não quebrar). Considerando a taxa de sucesso defensivo da equipe, isso pode até ser uma meta possível.

Mas o principal ponto para os Bobcats é forçar roubadas de bola da mesma forma que Arkansas State fez na única derrota que os Mountaineers sofreram na Sun Belt. Sem isso a partida fica pendendo muito mais para Appalachian State, uma equipe muito mais carregada de talentos. Falamos de Cox, certo? Pois bem. Na última partida da temporada regular o running back detonou South Alabama com 192 jardas em apenas 14 carregadas. Ele é a materialização do ataque explosivo de Appalachian State (seja pelo ar ou pelo chão) e se ficar livre com perimetrais para infiltrar na secundária de Ohio, a coisa complica para os Bobcats.

Probabilidade de vitória: Appalachian State 57%

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também