Browse By

Sparty, NO! – Relembrando os momentos mais bizarros de Michigan State nos últimos 15 anos

spartyno

A importante vitória contra Ohio State em Columbus no último sábado impulsionará os Spartans nos rankings. A equipe poderia muito bem estar invicta a esta altura da temporada, mas teve um flashback do “Sparty, NO!” bastante popular no começo da última década no jogo contra Nebraska e acabou sendo derrotada.

Mas que diabos significa isso? Vamos usar a definição (in)formal da “enciclopédia virtual” do Everyday Should Be Saturday:

Sparty No! (alternativamente, Sparty, NO!) é um meme baseado na tendência que os Spartans têm de perder jogos ganhos. Como exemplo hipotético, assuma que MSU está numa temporada invicta por quatro jogos e são francos favoritos ao receber uma mediana equipe de Illinois. Se os Spartans perderem por 10-7 apesar de dominar o jogo estatisticamente porque sofreram quatro turnovers na red zone, com os Illini marcando seu único touchdown a três minutos do final do jogo num retorno de um fumble por 88 jardas até a end zone – isto seria um clássico (embora extremo) exemplo de Sparty, NO!

Ou seja, “Sparty, NO!” é uma forma bem específica daquilo que chamamos por aqui de “amarelar”. E a história de Michigan State é repleta de amareladas assim: você que conhece a equipe hoje em dia e a vê constantemente no topo dos rankings do college football pode até duvidar, mas até uns oito anos atrás os Spartans eram uma das equipes mais patéticas da Big Ten e constantes freguesas da rival estadual Michigan (entre 1970 e 2007, a equipe de East Lansing venceu apenas oito dos 38 jogos disputados contra os Wolverines).

Abaixo, lembramos algumas das mais épicas edições de “Sparty, NO!”

@ Iowa – 07/10/2000
21-16. O touchdown de 43 jardas lançado por Jon Beutjer quebrou a sequência de 13 derrotas de Iowa e rendeu a Kirk Ferentz – então em seu segundo ano à frente do programa – sua primeira vitória dentro da Big Ten.

vs. Wisconsin – 14/10/2000
17-10. No primeiro jogo de sua carreira, o quarterback Jim Sorgi lançou um touchdown a menos de 30 segundos do final da partida e acabou com o Homecoming em East Lansing.

@ Northwestern – 29/07/2001
27-26. Ao receber um passe de 54 jardas a oito segundos do fim da partida, John Schweighardt tornou possível o field goal que deu a vitória para os Wildcats – o jogo até poderia ter ido para a prorrogação se um extra-point de MSU não tivesse sido bloqueado anteriormente.

LEIA TAMBÉM:  Preview: Armed Forces Bowl - Army vs. San Diego State

@ Minnesota – 20/10/2001
28-19. Após touchdowns de Tellis Redmon e Marion Barber, a equipe até estava embalada a caminho de uma virada, mas a interceptação de Jeff Smoker na marca de 1:26 para o fim do jogo acabou com quaisquer chances.

vs. Penn State – 24/11/2001
42-37. Os Spartans venciam por 31-14 no primeiro tempo, mas deixaram os Nittany Lions se aproximar no placar e o wide receiver Charles Rogers foi parado numa 4th&7 pelo linebacker Deryck Toles.

vs. Notre Dame – 21/09/2002
21-17. O wide receiver Arnaz Battle acabou transformando um passe curto em um touchdown de 60 jardas a 1:19 do fim de uma partida em que Notre Dame pareceu vulnerável – o tempo restante não foi suficiente para os Spartans conseguirem uma nova virada.

Veja também: [PODCAST] Ressaca #1 – Semana 12 do College Football

vs. Purdue – 16/11/2002
45-42. O único passe lançado pelo reserva Kyle Orton foi o game-winning touchdown recebido por John Standeford a três minutos do final do jogo. Duas semanas antes dessa partida, o técnico Bobby Williams havia sido demitido.

vs. Louisiana Tech – 13/09/2003
20-19. Nos últimos 70 segundos da partida, o quarterback dos Bulldogs (Luke McCown) lançou dois passes para touchdown e pulverizou a vantagem de 19-7 que os Spartans haviam adquirido ao longo da partida.

@ Michigan – 30/10/2004
45-37 (OT). A seis minutos e meio do final da partida, os Spartans lideravam o jogo por 27-10, mas a secundária acabou pisando na bola e deixando Braylon Edwards, quarterback dos Wolverines, lançar três touchdowns – incluindo o que garantiu a vitória de Michigan na prorrogação.

owens@ Hawai’i – 04/12/2004
41-38. Antes de se tornar um astro da CFL, Chad Owens (foto ao lado) anotou quatro touchdowns no seu último jogo com os (Rainbow) Warriors – o último deles selou a sétima derrota dos Spartans, que novamente acabaram assistindo a Bowl Season de seus sofás.

vs. Michigan – 01/10/2005
34-31 (OT). Os Spartans tinham record 4-0 e estavam ranqueados em #11 pela AP, mas o kicker John Gross errou um field goal de 37 jardas na prorrogação – o que fez muita falta, já que no próximo drive o kicker adversário, Garrett Rivas, acertou o chute e garantiu mais uma vitória para os Wolverines.

LEIA TAMBÉM:  Iowa State, o demolidor de gigantes

@ Ohio State – 15/10/2005
35-24. Nos últimos cinco minutos da partida, o quarterback Drew Stanton sofreu quatro sacks – a partida foi decidida por um touchdown recebido por Santonio Holmes.

vs. Notre Dame – 23/09/2006
40-37. Ao final do primeiro tempo, Michigan State perdia por  17 pontos e até caminhava em direção a uma virada, que foi frustrada com a pick six de Terrail Lambert a menos de três minutos para o fim da partida.

vs. Illinois – 30/09/2006
23-20. O grandioso upset de Illinois veio graças a um field goal de Jason Reda nos segundos finais, mas o destaque dessa partida foram as CENAS LAMENTÁVEIS™ que se aconteceram depois que os os visitantes fincaram sua bandeira no campo:

vs. Purdue – 04/11/2006
17-15. Drew Stanton ataca novamente, dessa vez com uma interceptação nos minutos finais da partida que deu aos Boilermakers território suficiente para chutar o field goal da vitória.

@ Wisconsin – 29/09/2007
37-34. O field goal perdido por Brett Swenson nos minutos finais teria sido o suficiente para levar o jogo contra #9 Wisconsin à prorrogação.

Veja também: A ciência do ódio – entenda por que jogos de rivalidade são diferentes

vs. Northwestern – 06/10/2007
48-41 (OT). Na prorrogação, MSU até poderia ter empatado a partida e forçado mais uma troca de drives, mas Brian Hoyer (foto abaixo) amarelou na hora errada e lançou  quatro passes incompletos. Aí ficou difícil…

hoyer@ Iowa – 27/10/2007
34-27 (2OT). Na segunda prorrogação, os Spartans estavam numa 4th & 13 e Hoyer tinha em suas mãos a responsabilidade de salvar o drive. Sua decisão foi um pouco questionável: um passe de seis jardas para Devin Thomas, que foi tackleado logo em seguida por Drew Gardner.

vs. Michigan – 10/11/2007
28-24. Michigan começou aquela temporada com uma derrota para Appalachian State – mas Michigan State não conseguiu ter a mesma “sorte” dos Mountaineers: Chad Henne conseguiu eliminar a vantagem de 10 pontos que os Spartans tinham no placar com dois touchdowns nos minutos finais da partida.

vs. Central Michigan – 12/09/2009
29-27. O jogo acabou quando Andrew Aguila, kicker dos Chippewas, acertou um field goal nos instantes finais. Detalhe: ele teve uma segunda chance de acertar o chute graças a um offside de Michigan State.

LEIA TAMBÉM:  Católicos vs Condenados: Como surgiu a rivalidade entre Notre Dame e Miami?

@ Notre Dame – 19/09/2009
33-30. Os Spartans orquestravam uma virada e estavam à beira da red zone quando Larry Caper dropou um passe para touchdown na end zone. Na jogada seguinte, Kirk Cousins foi interceptado por Kyle McCarthy.

vs. Iowa – 24/10/2009
15-13. Num último esforço dos Hawkeyes, Michigan State até interceptou um passe de Ricky Stanzi, mas um holding defensivo fez a jogada retornar. Quatro jogadas depois e faltando dois segundos para o fim da partida, Marvin McNutt recebeu o touchdown que garantiu a vitória para Iowa.

Veja também: [PODCAST] Esquenta #1 – Semana 12 do College Football

vs. Wisconsin (no Lucas Oil Stadium) – 03/12/2011
42-39. Nem na temporada que marcou a virada de jogo para os Spartans, que alcançaram o Big Ten Championship Game, a equipe se livrou do “Sparty, NO!”. Tentando retomar a posse de bola para empatar a partida, a defesa até conseguiu parar Montee Ball na terceira descida, mas Isaiah Lewis foi juvenil e avançou em direção ao punter Brad Nortman, sofrendo a penalidade que manteve vivo o drive dos Badgers, que gastaram todo o tempo do relógio.

dennardvs. Iowa – 13/10/2012
19-16 (2OT). Depois de perder a chance de chutar um field goal antes do intervalo, os Spartans cederam um touchdown para Mark Weisman no último minuto do tempo regulamentar e, na segunda prorrogação, viram o quarterback Andrew Maxwell lançando a interceptação que garantiu a vitória de Iowa.

@ Michigan – 20/10/2012
12-10. O passe de 20 jardas recebido por Drew Dileo no minuto final da partida garantiu a posição de campo para que Brendan Gibbons acertasse o field goal de 38 jardas que deu a vitória aos Wolverines nos segundos finais.

vs. Nebraska – 03/11/2012
28-24. Depois de uma marcação um tanto quanto duvidosa de pass interference defensiva sobre Darqueze Dennard (foto acima), o quarterback Taylor Martinez conectou com Jamal Turner a seis segundos do final da partida e garantiu a vitória dos Huskers com o touchdown. O dia ficou marcado especialmente pela frustração de vários jogadores no Twitter, como por exemplo Le’Veon Bell.

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também