Browse By

É oficial: chegou a hora de respeitar Iowa

iowaundefeated

Os Hawkeyes de Iowa City estão com tudo! O time dirigido por Kirk Ferentz está invicto na atual temporada e já tem vaga garantida na final da conferencia Big Ten. Eles enfrentarão o vencedor da Divisão Leste, que nesse momento está sendo disputada entre Michigan, Michigan State e Ohio State.

Esta foi a primeira vez na história do programa em que uma temporada começou em 11-0, estando atualmente ranqueados em #5 e fazendo a campanha que é uma das grandes surpresas desta temporada. Só que muita gente ainda acha que a equipe não merece todo esse carinho que tem recebido do Comitê de Seleção do College Football Playoff, apontando vários fatores como a tabela fraca e os jogos apertados. Mas Iowa é melhor do que se pensa e vamos falar um pouco a respeito disso nos próximos parágrafos.

A tabela é mesmo tão fraca?

Bom, os críticos de Iowa podem alegar que eles não enfrentaram times de grande calibre. Isso pode até ser verdade, no entanto os Hawkeyes não têm culpa por seus adversários de divisão não terem talento suficiente para poderem lutar por posições mais altas nos rankings. Iowa foi campeã de sua divisão com um jogo de conferência por se jogar ainda – o que mostra a dominância que o time teve sobre seus oponentes.

Os únicos dois times que Iowa enfrentou que estavam ranqueados foram Wisconsin e Northwestern, ambos fora de casa. Contra os Badgers o jogo foi muito truncado, com o placar final marcando apenas 10-6 para Iowa, com direito a quatro turnovers forçados pela defesa da equipe de Iowa City. Vale ressaltar que o Camp Randall Stadium é um dos ambientes mais hostis de todo o college football e que uma vitória nos domínios de Wisconsin não é algo fácil.

Veja também: Os estádios mais hostis do college football

A outra vitória foi contra Northwestern. Os Wildcats abriram a temporada com um upset contra Stanford e rapidamente se tornaram sensação na Big Ten. Nas primeiras semanas da temporada não era difícil encontrar membros da mídia especializada palpitando Northwestern como campeã da divisão. No entanto eles perderam para Michigan na Big House e uma semana depois foram arrasados por Iowa no Ryan Field. Os Hawkeyes bagunçaram uma das melhores defesas da porção centro-norte do país, venceram por 40-20 e ficou a certeza de que finalmente a mídia especializada daria um pequeno crédito para o time.

LEIA TAMBÉM:  Preview: Final da Big Ten - Wisconsin vs Ohio State

Iowa ainda enfrentou Pittsburgh, da ACC, em um de seus confrontos fora da conferência. Por mais que não pareça, os Panthers têm um time muito bem treinado por Pat Narduzzi e deve fazer algum baralho em sua conferência nos próximos anos. Pittsburgh tem um record de 8-3, mas vale lembrar que o record combinado das equipes para as quais Pitt perdeu é de 32-2 (além de Iowa, foram derrotados por Notre Dame e North Carolina).

Se formos falar de força de tabela, Iowa tem sim um currículo que deve ser respeitado pelo Comitê de Seleção. É claro que marcar jogos contra Illinois State e North Texas não é um ponto a favor dos Hawkeyes, mas força de tabela não é um argumento muito plausível para deixar Iowa de fora da conversa quando o assunto é College Football Playoff.

E o time? É espetacular?

Ferentz tem em suas mãos uma equipe bastante equilibrada dos dois lados da bola. Não tem aquela dominância ofensiva que vemos na Big 12, nem a defensiva que vemos na SEC, mas é equilibrado.

O quarterback C.J. Beathard não é nenhum Paxton Lynch ou Jared Goff, mas é um ótimo jogador para a posição. Lançando a bola neste ano, ele acertou mais de 61% dos passes que tentou, conquistou um total 13 touchdowns e lançou apenas três interceptações – isso tudo além das 280 jardas e seis touchdowns conquistados por terra.

O ataque terrestre é extremamente prolífico e muito disso se deve à grande linha ofensiva – na opinião deste que vos escreve, uma das melhores do país – que só melhora a cada semana, mesmo tendo perdido Brandon Scherff para o último Draft da NFL (o jogador foi selecionado com a quinta escolha geral pela franquia de Washington). Uma unidade de elite como essas ajuda bastante o trabalho dos três bons running backs que Iowa tem em seu elenco.

O principal deles é Jordan Canzeri, que se aproxima das mil jardas corridas na temporada além 10 touchdowns. Mas nem só de Canzeri vive Iowa: LeShun Daniels Jr. já conquistou 590 jardas e oito touchdowns e Akrun Wadley tem 449 jardas e sete touchdowns. Juntando-se os três principais corredores do time com o quarterback vemos o quão potente é o ataque terrestre dos Hawkeyes – uma marca tradicional das equipes da Big Ten.

LEIA TAMBÉM:  CFP Semifinal Preview: Sugar Bowl - #1 Clemson vs. #4 Alabama

iowaoff

A defesa do time também tem seus pontos altos, nos mostrando que pode sim parar os ataque das potências da Divisão Leste: a unidade cedeu até então uma baixa média de 4,7 jardas por jogada (décima quarta melhor da FBS no quesito).

A defesa é liderada pelo defensive tackle Jaleel Johnson e pelo defensive end Nate Meier, além de contar com o cornerback Desmond King que, mesmo tendo jogado apenas seis partidas na temporada, já tem oito interceptações – ele é o principal nome de uma secundária também dominante.

Veja também: Sparty, NO! – Relembrando os momentos mais bizarros de Michigan State nos últimos 15 anos

Então Iowa é o melhor time do país?

Não. E até que todos os jogos tenham sido jogados, é realmente difícil saber quem o é. O que sabemos é que, em se tratando de College Football Playoff, Iowa deve sim ser considerada. Os Hawkeyes se mostraram um time dominante dentro de sua divisão/conferência e, ao contrário do que muitos dizem, enfrentaram sim uma tabela considerável – além, é claro, de ainda estarem invictos.

Vale ressaltar que Iowa pode sim perder para o time de Nebraska no próximo sábado. O jogo é no campo dos Cornhuskers e a equipe de Mike Riley precisa da vitória para ir à Bowl Season, ou seja, estarão sedentos por uma vitória. É bom lembrar ainda que os programas de Nebraska e Iowa têm aos poucos se mostrado rivais um do outro, especialmente desde a mudança dos Huskers para a Big Ten.

Veja também: A ciência do ódio – entenda por que jogos de rivalidade são diferentes

E mesmo que sobreviva ao jogo deste sábado, ainda é bem possível que a equipe de Ferentz perca na final da conferência, já que Michigan, Michigan State e Ohio State todas têm feito temporadas tão dominantes quanto a dos Hawkeyes. Uma no Big Ten Championship Game provavelmente arruinará as chances da equipe chegar ao CFP, mas não seria o suficiente para macular a impressionante temporada que a equipe vem fazendo: na pior das hipóteses, a equipe acaba parando num Bowl de Ano Novo.

LEIA TAMBÉM:  Corrida pelo Heisman - Semana 9

Mas pra que pensar na pior hipótese? Iowa é a Cinderela desta temporada e sua torcida deve aproveitar cada momento antes que a meia-noite chegue – ela sempre chega, mas agora cabe à comissão técnica e aos jogadores trabalhar para que ela demore o máximo possível.

iowatrophy

Comentários

comments

One thought on “É oficial: chegou a hora de respeitar Iowa”

  1. Pingback: Por que os coordenadores de Bill Belichick não vão para frente na NFL? | Pro Football: NFL e College Football fora da caixa
  2. Trackback: Por que os coordenadores de Bill Belichick não vão para frente na NFL? | Pro Football: NFL e College Football fora da caixa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também